Pesquisar este blog

quinta-feira, 7 de abril de 2011

...bem-aventurados os que não viram e creram!

"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem."
(Hebreus 11:1)

Devemos nos entregar a Deus por completo, crer no impossível, aceitar o milagre em nossas vidas e esquecermos as circunstâncias, se em verdade mesmo crermos que Ele está conosco, o que temeremos? O que pode nos separar do amor de Deus? Ele criou o mar, a terra, o céu e todos seres...O mundo, a ciência diz o contrário, diz que precisamos prová-lo cientificamnete para então crer? Tolice! A nossa fé não pode ser condicional, caso isso aconteça afundaremos... Se você sentir fraco, sucumbindo a incredulidade, se estiver vendo mais as circunstâncias do que o Poder de Deus, se tiver querendo ter provas de Deus...ESQUEÇA TUDO ! e diga: "SALVA-ME SENHOR!" e Ele prontamente estenderá as mãs para te socorrer.


por que você duvidou?

Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar.
Quando o viram andando sobre o mar, ficaram aterrorizados e disseram: "É um fantasma! " E gritaram de medo.
Mas Jesus imediatamente lhes disse: "Coragem! Sou eu. Não tenham medo! "
"Senhor", disse Pedro, "se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas".
"Venha", respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre a água e foi na direção de Jesus.
Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: "Senhor, salva-me! "
Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: "Homem de pequena fé, por que você duvidou? "( Mateus 14:25)



...bem-aventurados os que não viram e creram

"Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus.
Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei.
E oito dias depois estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio, e disse: Paz seja convosco.
Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente.
E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!
Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram."
(João 20:24-29)


"Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso".


Quando chegaram ao lugar chamado Caveira, ali o crucificaram com os criminosos, um à sua direita e o outro à sua esquerda.
Jesus disse: "Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo". Então eles dividiram as roupas dele, tirando sortes.
O povo ficou observando, e as autoridades o ridicularizavam. "Salvou os outros", diziam; "salve-se a si mesmo, se é o Cristo de Deus, o Escolhido".
Os soldados, aproximando-se, também zombavam dele. Oferecendo-lhe vinagre,
diziam: "Se você é o rei dos judeus, salve-se a si mesmo".
Havia uma inscrição acima dele, que dizia: ESTE É O REI DOS JUDEUS.
Um dos criminosos que ali estavam dependurados lançava-lhe insultos: "Você não é o Cristo? Salve-se a si mesmo e a nós! "
Mas o outro criminoso o repreendeu, dizendo: "Você não teme a Deus, nem estando sob a mesma sentença?
Nós estamos sendo punidos com justiça, porque estamos recebendo o que os nossos atos merecem. Mas este homem não cometeu nenhum mal".
Então ele disse: "Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino".
Jesus lhe respondeu: "Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso".
(Lucas 23:33-43)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogs que sigo